Ericeira

Um dos locais mais emblemáticos do surf em Portugal e na Europa. Os quase oito quilómetros de costa oferecem excelentes condições se surf para todos os surfistas.

As condições excepcionais para o surf fizeram com que a vila se fosse consolidando como um destino privilegiado entre os surfistas.

Aqui encontramos ondas como os “Coxos”, na Baía dos Dois Irmãos um dos melhores point breaks de direita do mundo ou também a mítica onda de Ribeira d’Ilhas, longa e propícia para o aperfeiçoamento do nível de surf. Já a temível “Cave”, é uma onda que exige muita técnica e sobretudo coragem.

A Ericeira tem igualmente algumas praias de fundo de areia ideais para quem se quer iniciar, ou, em dias de ondulação pequena para quem quer desfrutar tranquilamente de ondas divertidas.

A Ericeira é Reserva Mundial e Surf e sem dúvida um lugar de classe internacional a não perder.

RIBEIRA D’ILHAS. Uma das praias mais emblemáticas do surf em Portugal e a primeira a receber um campeonato de surf.
Ribeira D’ Ilhas é o local mais conhecido da Ericeira. Onda muito longa e mais acessível que as vizinhas, apesar de implicar uma remada longa. Muito consistente, funciona praticamente todo o ano, mesmo com ondulação pequena. Palco de vários campeonatos mundiais, europeus e nacionais Existem ainda dois picos a norte imediatamente a seguir a Ribeira D’ Ilhas “Pedra Preta” e um point break de direita com um pico muito estreito para arranque na “Pontinha”.

PRAIA GRANDE. Praia de ondas consistentes. Identificam-se 3 picos: o pico “da piscina” (em frente ao hotel), o pico “do meio” da praia e o “da esquerda do morto” na parte sul. Grande concentração se surfistas no verão.

REEF (PRAIA DA EMPA). Uma direita rasa e perigosa que implica conhecer bem o sítio por onde entrar e sair do mar. Onda poderosa, tubular que quebra numa lage com pouca água. Onda rápida que quando está grande não é para grandes manobras mas para grande tubos. O pico é muito estreito e requer cuidados extra no arranque.

PEDRA BRANCA (PRAIA DA EMPA). Pico de esquerda que quebra quase sempre perfeito devido ao fundo de pedra, apesar de ter também alguma areia. Para surfistas experientes. A Pedra Branca foi palco de um final do campeonato do mundo.